top of page
Buscar

Simplício Araújo


Declaração


Em sabatina realizada no dia 22 de agosto, pela TV Cidade, o candidato ao governo do estado do Maranhão, Simplício Araújo (Solidariedade), afirmou o seguinte:

"Eu vejo o Maranhão como o estado com maior número de pessoas sobrevivendo apenas do bolsa família https://www.youtube.com/watch?v=Y-7i6b6yywk (6’10” até 6’16”)”.



Verificamos


Uma pesquisa apresentada pelo Portal 360, indica o Maranhão como o primeiro colocado entre os 12 estados do Brasil onde o benefício do Auxílio Brasil (programa de distribuição de renda que substituiu o Bolsa Família)*, supera o número de pessoas formalmente empregadas, conforme o CAGED - Cadastro Geral de Empregados e Desempregados . Os dados, de fevereiro de 2022, mostram que existem 529.208 pessoas com carteira assinada e 1.100.451 famílias recebendo Auxílio Brasil.


No entanto, a pesquisa não considera a quantidade de pessoas que trabalham com empregos informais. Segundo IBGE, em dados divulgados em maio deste ano, no trimestre de 2022, por exemplo, o Maranhão teve 59,7% de sua população em empregos informais, ocupando o segundo lugar no ranking nacional.


*O programa de transferência de renda Bolsa Família foi criado em 2003, na gestão do ex- presidente Luís Inácio Lula da Silva (PT). Em novembro de 2021, o referido programa foi substituído pelo Auxílio Brasil, na gestão do atual presidente, Jair Messias Bolsonaro.


Ambos os programas são destinados a famílias que vivem em situação de pobreza extrema no Brasil, ou seja, com renda per capita de até R $89,00 por família ou R$117,00 em famílias com crianças e adolescentes.


Portanto, com esta fala, o candidato Simplício Araújo ganha o selo BOTO FÉ, MAS TE LIGA... = Verdadeiro, mas: a informação está correta, mas o leitor merece um detalhamento.

NOTA 2

No Maranhão, beneficiados do Bolsa Família* sobrevivem apenas com esse recurso?


Em sabatina realizada no dia 22 de agosto, pela TV Cidade, o candidato ao governo do estado do Maranhão, Simplício Araújo (Solidariedade), afirmou o seguinte:


"Eu vejo o Maranhão como o estado com maior número de pessoas sobrevivendo apenas do bolsa família (6’10” até 6’16”)”.


Uma pesquisa apresentada pelo Portal 360, indica o Maranhão como o primeiro colocado entre os 12 estados do Brasil onde o benefício do Auxílio Brasil (programa de distribuição de renda que substituiu o Bolsa Família)*, supera o número de pessoas formalmente empregadas, conforme o CAGED - Cadastro Geral de Empregados e Desempregados . Os dados, de fevereiro de 2022, mostram que existem 529.208 pessoas com carteira assinada e 1.100.451 famílias recebendo Auxílio Brasil.


No entanto, a pesquisa não considera a quantidade de pessoas que trabalham com empregos informais. Segundo IBGE, em dados divulgados em maio deste ano, no trimestre de 2022, por exemplo, o Maranhão teve 59,7% de sua população em empregos informais, ocupando o segundo lugar no ranking nacional.


Sobre o Auxílio Emergencial

O programa de transferência de renda Bolsa Família foi criado em 2003, na gestão do ex- presidente Luís Inácio Lula da Silva (PT). Em novembro de 2021, o referido programa foi substituído pelo Auxílio Brasil, na gestão do atual presidente, Jair Messias Bolsonaro.


Ambos os programas são destinados a famílias que vivem em situação de pobreza extrema no Brasil, ou seja, com renda per capita de até R $89,00 por família ou R$117,00 em famílias com crianças e adolescentes.

Comments


bottom of page