top of page
Buscar

Lahésio Bonfim

Atualizado: 18 de out. de 2022


Declaração


Em debate realizado no Programa Balanço Geral Manhã, da TV Record, no dia 25 de agosto, a 29’35’’, o candidato Lahésio Bonfim (PSC)afirmou que, nos últimos cinco anos de seu governo em São Pedro dos Crentes, aumentou em quase 100% o salário dos professores. Além disso, o candidato afirmou que nos últimos cinco anos, o governo do estado aumentou o salário dos professores em apenas 8% e que o Sindicato dos Professores não realizou cobranças por ser aliado da gestão de Flávio Dino e Carlos Brandão. Rumbora Marocar bem isso aí!


Candidato Lahésio Bonfim em entrevista ao Programa Balanço Geral, da TV Record. FOTO: Reprodução - YouTube Sua Cidade

Verificamos


TÁ DE MIGUÉ (FALSO): Comparando a folha de pagamento de um mesmo professor da rede pública de São Pedro dos Crentes foi possível observar que o valor bruto recebido por um mesmo docente no cargo de “PROFESSOR(A)” saltou de R$ 1.534,59 em agosto de 2018 para 1.588,00 em agosto de 2022 — espaço de cinco anos citado em sabatina pelo candidato Lahesio Bonfim. A diferença salarial representa um aumento de 3,4%.


No mesmo contexto, o salário bruto recebido por um mesmo docente no cargo de “PROFESSOR NÍVEL I” variou de R$ 1.688,05 em agosto de 2018 para R$ 2.645,17 no mesmo período de 2022. Isso significa dizer que houve um acréscimo salarial de 56,7%.


Entre um mesmo docente no cargo de “PROFESSOR NÍVEL II”, foi observado que o salário bruto passou de R$ 2.294,20 em agosto de 2018 para R$ 3.595,02 em agosto deste ano. Neste caso, também houve um reajuste de 56,7%.


Por fim, o valor bruto recebido por um mesmo docente no cargo de “PROFESSOR NÍVEL III” — último nível existente na função na prefeitura — saltou de R$ 2.569,50 em agosto de 2018 para R$ 4.134,26 em agosto de 2022. A diferença representa um aumento de 60,9%.


Dessa forma, a média das variações salariais dos quatro níveis de docentes existentes na prefeitura de São Pedro dos Crentes ficou em 44,4%. O percentual não se aproxima nem da metade do citado pelo candidato ao governo do Maranhão, que afirmou que, nos últimos cinco anos, os professores do município tiveram um ganho de quase 100% em seus salários.


Em relação ao aumento do salário dos professores pelo Governo do Estado, nos últimos cinco anos (2018 a 2022) o salário dos professores cresceu, ao menos, 19,8%. Em 2018, foi anunciado um reajuste de 6,81% no piso dos docentes com jornada de 40h e 20h semanais, que passou a ser de R$ 5.750,83 e R$ 2.875,41, respectivamente.


Em 2020, o reajuste salarial para a carreira dos profissionais da educação do Estado, incluindo aposentados, pensionista e contratados teve valorização de 5% a 17,49% — sendo o cargo de “PROFESSOR I” o mais valorizado. E, em 2022, houve um acréscimo de 8% nos salários.


Ou seja, a afirmação de Laésio é falsa, visto que o aumento de 8% refere-se apenas à Medida Provisória aprovada em dezembro de 2021, que reajustou o salário dos servidores públicos estaduais do Subgrupo Magistério da Educação Básica ativos e inativos, independentemente do nível ou referência na carreira.


Dessa forma, o professor com jornada de 40 horas semanais, em início de carreira, que atualmente recebe R$ 6.358,96, terá a remuneração de R$ 6.867,68. Já os professores contratados temporariamente pela Secretaria de Estado da Educação (Seduc), no regime de 20 horas, receberão 30% sobre seus vencimentos.


Além disso, o ajuste de 8% gerou, sim, insatisfação por parte do Sindicato dos Professores, ao contrário do afirmado pelo candidato ao governo. Em fevereiro deste ano, docentes da rede estadual de ensino realizaram um protesto em São Luís. A categoria cobrava do governo do Maranhão um reajuste salarial de 33,24%, com base na portaria assinada pelo presidente da república Jair Bolsonaro (PL).

Commentaires


bottom of page