duarte-junior-1024x683.jpg

DUARTE

JUNIOR

DECLARAÇÃO

Por Giovana Kury

Em entrevista na TV Mirante, realizado no dia 20 de novembro, aos 00"04"13; ) o candidato Duarte Jr. (Republicanos) afirmou, "hoje tem unidade do viva no shopping  que não custa nada para o Estado, por exemplo a unidade do Viva/Procon do Golden shopping tem zero custo pro Estado. Unidade do Viva/Procon no shopping Passeio no  Cohatrac, que funciona de segunda à sexta até às 21:00hs, não custa nada para o Estado, não paga nem energia elétrica”. Nós fomos Marocar.

Captura de Tela 2020-11-25 às 15.09.07.
esparroso.png
VERIFICAMOS

Veja a entrevista de Duarte Jr. para a TV Mirante na Integra, clicando aqui.

De fato não há pagamento do Estado direcionado ao aluguel de imóveis do Viva no Golden Shopping (Calhau) e nem no Shopping do Passeio (Cohatrac), de acordo com os dados disponíveis no Portal da Transparência do Maranhão. Entretanto, nem todas as unidades do Viva/PROCON em shoppings são completamente isentas de custo.

 

Somente para a locação do imóvel da unidade Viva/PROCON do Shopping da Ilha, já foram pagos R$ 247.500,00 somente em 2020, conforme consta no portal. Já em 2019, nos gastos desta mesma unidade, há os valores de R$ 128.333,33 e de mais R$ 146.666,67 pela locação do imóvel.

 

Existem diversas outras unidades deste tipo em shoppings de outras cidades do Maranhão que também pagam pela locação do imóvel com dinheiro público, como a Unidade do Shopping do Pátio Norte (São José de Ribamar), cuja locação em 2020 custou R$ 225.000,00 aos cofres públicos, e no Paraíso Shopping (Caxias), que custou R$ 18.666,67.

 

Além disso, não procede que os respectivos Viva/PROCON custam “zero” para o Estado. Há, por exemplo, R$ 34.515,00 pagos em água mineral para nove diferentes unidades no ano de 2019, inclusive para a do Golden Shopping (Calhau), e R$ 4.245,00 em 2020

 

A afirmação de que há unidades que não pagam nada para o shopping é, em parte, verdadeira - pois algumas delas não pagam aluguel, mas geram outros custos para funcionar, portanto sendo um exagero dizer que as mesmas são custo zero para o Estado. E cabe salientar de que essa gratuidade não se aplica a todos os VIVA/PROCON localizados neste tipo de estabelecimento e, em nenhum caso, o custo é “zero” para o Estado.

Assim, o candidato recebe nosso selo do Rumbora Marocar: Esparroso. = Exagerado, a informação está no caminho correto, mas houve exagero de mais de 10% e de menos de 100% frente ao total real.

VERSÃO DO CANDIDATO

Rumbora Marocar entrou em contato com a assessoria de comunicação do candidato, mas até a veiculação desta checagem, não obtivemos resposta. Caso haja alguma manifestação futura, a mesma será disponibilizada por aqui.